01 JUL 2019

Ser formador - porquê obter o CCP?

O CCP – Certificado de Competências Pedagógicas é um documento que permite legalmente o exercício da atividade profissional enquanto formador. Inicialmente, este documento tinha a designação de CAP – Certificado de Aptidão Pedagógica.

A maioria dos portugueses nos dias hoje ambientou-se ao CCP e está acostumado a ouvir o termo formador. Há imensas formações para todo lado no país e, embora muitas áreas estejam repletas de formadores a dar cursos, a verdade é que outras áreas ainda carecem de profissionais de facto habilitados a dar formações.

O CCP ou CAP permite a profissionais de qualquer área dar formações. Claro que, consoante a área na qual o formador pretenda atuar, poder-se-á exigir certificações e habilitações específicas. Espera-se, por exemplo, que um formador a dar cursos de Excel tenha habilitações informáticas suficientes para ministrar cursos neste software.

Como conseguir o CCP?

O Certificado de Competências Pedagógicas ou CCP é emitido pelo IEFP e tem um custo fixo de €50. Contudo, para a maior parte dos profissionais esta certificação custará um pouco mais – exceto por aqueles que possuam já diploma e habilitações suficientes na área pedagógica, comprováveis, será sempre necessário frequentar um Curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores. Para este curso, os valores variam consoante a entidade formadora certificada que irá ministrar a formação inicial.

O curso deve possuir um mínimo de 90 horas, porém poderá ser frequentado também na sua modalidade b-learning, na qual apenas algumas horas são ministradas de forma presencial, sendo as restantes cursadas a partir da web.

Porquê possuir o CCP?

Não é uma obrigação para profissionais de qualquer área específica que não a educação possuir o CCP. Inclusive, é possível ministrar cursos livres sem ele. Contudo, para que se trabalhe a dar formação em qualquer escola ou instituto ou mesmo em empresas, o CCP é necessário.

Somente os formadores que possuem o CCP podem ministrar cursos que emitam certificados válidos, consoante as exigências do DGERT. Além disto, muitas empresas atualmente exigem o CCP dos profissionais que dão treinamentos internos, mesmo quando não haja a emissão de certificados.

O CCP, para além de credenciar um formador, oferece aos seus detentores uma alternativa mais de ganhos extras. A indústria da formação profissional em Portugal é uma das que mais cresce na atualidade, particularmente nas formações financiadas.

No Norte de Portugal

Há diversas instituições em Portugal autorizadas pelo IEFP a ministrar o Curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores. No norte de Portugal, o Grupo IFT agora foi autorizado pelo IEFP e está habilitado a ministrar a formação inicial do CCP.

Com sede em Viana do Castelo e unidades em Vila Verde e Braga, o Grupo IFT está a abrir turmas e datas para o Curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores em várias localidades, o que inclui:

  • Braga
  • Viana do Castelo
  • Valença
  • Vila Verde
  • Esposende
  • Póvoa do Varzim
  • Paredes de Coura

Estamos a organizar turmas e formações em diversas outras localidades. Se já pensava em obter o seu CCP, entre em contacto connosco e verifique o nosso planeamento – certamente teremos uma formação a ocorrer na sua região.